SEGUIDORES

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Liberdade



 podia deambular
com as borboletas
que sobem  a saliva do pólen

podia inventar mensagens
que escondem segredos
no sussurro trémulo da aragem

o diálogo perde-se
na boca turva das dúvidas
transpirando incertezas

onde moras liberdade?

és surpreendida pelo bolor
dos sorrisos bafientos
rasgando-se nos mofos
de bocas sem memória
definhando  falsidade
vazias, sem história

só lama e lodo
na trajetória

Manuela Barroso  ” Laços- Dueto” – Editora Ediserv-2014



domingo, 16 de abril de 2017

Páscoa Feliz





Se a Tua existência não sensibilizou o coração dos Homens
Que a Tua morte os desperte para o mistério da Vida.


Manuela Barroso
Páscoa de 2017








Tempo de Páscoa!
O azul do céu, parece mais límpido, transparente e tranquilizador.
Há um misto de serenidade e inquietude.
A Natureza associa-se ao Tempo, com uma certa inconstância:ora está a acordar duma longa hibernação, numa espécie de preguiça ,ora acorda irritadiça alagando as várzeas e fazendo tremer os salgueirais.
Mas também convida,assim, e quem sabe, de propósito, ao recolhimento de um passado que Agora ainda se recorda: A Morte de Jesus numa tosca cruz.
Mas a saudade vem quando, depois de comemorar a ressurreição, o Compasso visitava a minha casa, acompanhado de um tilintar de uma alegre campaínha! E lá vinha uma coroa
de flores pequeninas brancas e rosas, suaves...envolvendo o tal Jesus numa cruz menos grotesca!
E a saudade voltou ao meu peito!
Boa Páscoa, menina...

FELIZ PÁSCOA!



sexta-feira, 14 de abril de 2017

Ele






Algumas coisas são explicadas pela ciência, outras pela fé. A Páscoa ou Pessach é mais do que uma data, é mais do que ciência, é mais que fé, Páscoa é amor.

Albert Einstein



 "Ser incréu custa muito! É dia de Páscoa. O gosto que eu teria de beijar também o Senhor, se acreditasse! Assim, olho a fé dos outros em aleluia, e fico nesta tristeza agnóstica que faz da vida uma agónica aventura sem esperança de ressurreição." 
(Miguel Torga, Diário XIII. Texto escrito em 15 de Abril de 1979)


domingo, 9 de abril de 2017

Sopra...




Sopra agudo
um vento de leste.
Saltam as agulhas acesas
dos pinheiros mansos
costurando a música dos pardais e das gaivotas.
Correm cordeiros no mar ,
na lã branca de espuma.

No convés  da erva orvalhada,
foguetes de pegas azuis,
coloridas,
alegres,  
sadias.

Atormentam-se as nuvens.

Algures,
o porão da inconsciência dos homens,
cospe foguetes de gás
fundindo-se
com os escombros  acesos do silêncio.
Pétalas
caem nos braços exauridos,
já murchas,
sem cor,
sem espaço,
sem vida.

Onde já não existem pegas azuis.


Manuela Barroso









terça-feira, 4 de abril de 2017

Alepo- Nova Postagem


Tendo já dado a conhecer este projecto,  aquando do lançamento do Livro "Cinco Lágrimas por Alepo"  e porque tem sido um êxito, vamos de novo a recordar o acontecimento, desta vez impulsionada com a participação da nossa Majo Dutra, que  desta forma contribui- e de que forma -para a divulgação do mesmo projecto.
Lembro que o mesmo já aconteceu antes, com as nossas amigas Olinda Sol, através do seu blog "Xaile de seda", e Elvira Santos no seu Blog "A mulher e a poesia".

Como um rio que forma desde a nascente, assim aconteceu esta corrente de solidariedade com António Gaspar,- Contista e Poeta- e a querida amiga Conceição Lima , grande divulgadora dos nossos poetas na sua tão conhecida "Hora da Poesia", na Radio Vizela, todas as quartas-feiras às 21h .
As Crianças de Alepo, agradecem.

...E cada um, seremos MUITOS !


                                             LIVRO A FAVOR DAS CRIANÇAS DE ALEPO

                                                               ATRAVÉS DA UNICEF                 
                                                       ( Colaboração de vários autores)


Todo o produto deste livro é entregue à Dra Madalena Marçal Grilo, Presidente da Unicef  a favor das crianças de Alepo. E SÓ. Quem estiver interessado em obter o livro deixem o pedido nos comentários , por favor


 COMO ADQUIRIR O LIVRO

Dados para compra do livro “Cinco Lágrimas por Alepo” e envio por correio

a) Valor a transferir €13 (custo do livro €10 + correio €3)
b) Fazer a transferência para IBAN: PT50 0269 0346 00206260932 04;
c) Enviar-me o comprovativo por correio electrónico (agc@dep.uminho.pt) ou por mensagem, indicando o titular da conta de onde foi pago
d) Enviar a morada completa para envio por e-mail ou mensagem.
Obrigado.


Agora, a Nota Inicial de Conceição Lima que juntamente com António Gaspar, foram os criadores e impulsionadores deste projecto:



Algumas das poesias e respectivos autores que fizeram parte deste projeto:


NOTA: Desde já, as minhas desculpas aos autores, por divulgar as poesias através de fotografia mas é o possível neste momento.





 Como a gota que cai no lago, os nossos actos repercutem-se em harmonia quântica por todo o Universo.
E o mundo será melhor.